Um frio de morrer, em Portugal, 1945-1988

Ilustra-se o excesso de mortalidade associada ao Inverno

Um estudo sobre a variação da mortalidade ao longo do ano e a sua relação com variáveis climatéricas e identificação de grupos vulneráveis mostrou associação estatística entre média mensal de temperatura média diária e variação mensal de mortalidade, numa associação com significado crescente a partir dos 65 anos. "A associação estatística foi, neste trabalho, mais uma vez demonstrada. A dimensão do problema, em termos de mortes antecipadas, também. Falta demonstrar que o aquecimento das habitações previne o excesso de mortalidade verificado de Novembro a Abril. Será necessário experimentar?"

Pré-visualizaçãoAnexoTamanho
Um frio de morrer, em Portugal, 1945-1988126.45 KB